sexta-feira, 18 de setembro de 2015

TRT da 6ª Região: comissão aprova PL para criação de 128 cargos


Foi aprovado, no último dia 9 de setembro, pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados, o projeto de lei 2641/2015, que cria 128 vagas para preenchimento por meio de concursos públicos, no Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região, com sede em Recife, em Pernambuco. Do total de oportunidades, 41 são para a carreira de técnico judiciário, com exigência de ensino médio, e 87 para analista judiciário, para quem possui nível superior.



A proposta, que tramita em regime de prioridade, ainda deve passar pelas Comissões de Finanças e Tributação e Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ser votada em plenário.

No caso de técnico, do total, 40 serão para a área administrativa e uma para a área de apoio especializado, especialidade enfermagem.

Já as opções de analista são para as áreas judiciária (7 vagas), administrativa (42), apoio especializado, especialidade arquitetura (3), apoio especializado , especialidade arquivologia (2), apoio especializado, especialidade comunicação social (3), apoio especializado, especialidade engenharia (1), apoio especializado, especialidade engenharia civil (6), apoio especializado, especialidade engenharia elétrica (2), apoio especializado, especialidade estatística (1), apoio especializado, especialidade historiador (1), apoio especializado, especialidade enfermagem (2), apoio especializado, especialidade fisioterapeuta (4), apoio especializado, especialidade medicina clínica geral (2), apoio especializado, especialidade medicina – medicina do trabalho (2), apoio especializado, especialidade medicina – psiquiatria (2), apoio especializado, especialidade odontologia (3), apoio especializado, especialidade psicologia clínica (2) e apoio especializado, especialidade serviço social (2).

O relator do projeto, deputado Mendonça Filho (DEM/PE) destacou que o estado de Pernambuco tem crescido economicamente, aumentando a demanda pela justiça, criando a necessidade de expansão do tribunal. “Há um número expressivo de empresas se instalando na região, bem como com o incremento da atividade turística, o que importa em relevante aumento do número de postos de trabalho e, consequentemente, em maior número de demandas na seara trabalhista”, disse.

De acordo com as justificativas do projeto, a intenção é ajustar o quadro de pessoal às alterações promovidas pelas leis 10.770/2003 e 12.476/2011, que ampliaram o número de varas do trabalho, com os respectivos cargos de provimento efetivo e, também, com a criação de um cargo de juiz do tribunal, sem que tenha havido, contudo, reestruturação das unidades administrativas do TRT.

Fonte: TRT da 6ª Região

Nenhum comentário:

Postar um comentário