quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Aprenda a elaborar um plano de estudos para concursos



Geralmente, quando ouvimos falar em preparação para concursos públicos, ouvimos também que, para chegar lá, é preciso estudar muito. O que acaba ficando implícito nesta “orientação” é que, além de estudar muito, é preciso estudar direito.



Isso significa que não adianta encher a cabeça com um turbilhão de informações, vinda de todos os lados (todas as disciplinas), de uma vez. O que vai aumentar, de fato, suas chances de aprovação é traçar um plano de estudos; e, é claro, seguir rigorosamente o seu roteiro. 

Um plano bem elaborado – e devidamente cumprido – pode, muitas vezes, eliminar entraves como falta de tempo e dificuldades de concentração, entre tantos outros, já que, a partir de então, você estará estudando de forma mais otimizada e eficiente.

Para auxiliar na elaboração do seu plano de estudos, professores do Concurso Virtual separaram oito dicas infalíveis. Confira:

Avalie sua situação atual e estabeleça seu objetivo

É este o momento de analisar as possibilidades e escolher o caminho a seguir. Fique de olho nos concursos previstos, procure a carreira que tenha mais a ver com suas aptidões e aspirações e defina claramente seu objetivo. Você pode ter isso perfeitamente definido na sua cabeça, mas colocar as coisas no papel vai tornar tudo mais "oficial". Para que ele seja real e praticável, reconheça quais são as suas fraquezas e trabalhe para que elas não sejam mais um obstáculo. Depois de ter pensado em todos os detalhes, veja se isso se aplica à sua rotina e, caso a resposta seja negativa, trabalhe para adaptar esse objetivo ao seu dia a dia.


Defina pequenas metas

As metas devem ser claras e mensuráveis, uma espécie de subdivisão do seu objetivo. Elas são mais específicas (como quantidade de horas de estudo ou de simulados realizados, por exemplo), guiam o caminho até o objetivo final e devem ser estabelecidas periodicamente (mensal, semanal ou até mesmo diariamente). Se você não se importar com as pequenas metas, será difícil alcançar o seu objetivo de maneira satisfatória.

Organize o tempo de estudo

Não comece estudando tudo o que vier pela frente: vá com calma. Vá de maneira gradativa, aumentando o tempo de estudos aos poucos. Assim, o cérebro assimila melhor a matéria. Comece com uma meta alcançável e aos poucos aumente o tempo de estudo diário, organizando as matérias do edital, separando o material e deixando tudo organizado. É preciso lembrar que se deve começar com 1h30 a 2h de estudo por dia, e aumentar esse tempo aos poucos. Quem tem todo o dia livre pode começar com um período pequeno pela manhã e outro à tarde. Os tempos podem ser ajustados, conforme o ritmo pessoal do candidato, preservando-se a lógica proposta de estudo e intervalos. No caso de conciliar estudo e trabalho, pode-se, por exemplo, aproveitar o turno da noite e o sábado para estudar.

Prepare o local de estudo

Iluminação adequada, silêncio, material organizado, tudo é importante para facilitar o estudo. Procure também utilizar sempre o mesmo espaço e estudar no mesmo horário, criando o hábito de enxergar aquele ambiente e aquele momento como reservados para sua preparação para alcançar o objetivo.

Distribua as matérias

Deve-se distribuí-las em função dos horários disponíveis a cada dia ou semana, a fim de que todas as disciplinas sejam estudadas regularmente. Reserve mais tempo para as disciplinas com as quais você está menos familiarizado (seja pela extensão, pela dificuldade ou pelo caráter de novidade do conteúdo), para que o aprendizado seja "equalizado" em relação às outras.

Fique atento à inclusão de novas disciplinas e fontes de estudo

Com a eventual necessidade de inclusão de novas disciplinas e fontes de estudo no planejamento, abre-se espaço em função da redução do tempo de estudo das disciplinas iniciais (básicas) e do uso das fontes relativas a elas. Em tese, nesse momento você já estará em um nível mais avançado de estudos. Caso o tempo seja insuficiente para distribuir todas as matérias na semana, pode-se utilizar todo o período quinzenal.

Dê importância às pausas

Valorize momentos de descanso para que a concentração seja mantida. Reserve, também, um tempo para exercícios físicos (mesmo que seu concurso não exija teste de aptidão física). Cuidar da saúde é essencial para que se mantenha a produtividade. Além disso, faz parte do planejamento de estudo reservar um dia livre para o lazer.


Teste o que foi aprendido e avalie seu progresso

Faça muitos exercícios e simulados de provas anteriores, verificando o resultado com a finalidade de corrigir seus métodos de preparação para os exames. Lembre-se de que cada "tropeço" no caminho serve como ponto de ajuste para a continuação do processo de aprendizagem e preparação. Não é fácil montar um plano de estudos e segui-lo à risca, especialmente na primeira tentativa, mas, se você se esforçar e desenvolver o hábito de se organizar, as coisas serão mais simples. O que você precisa é avaliar de maneira honesta o que tem feito, comparando as metas estabelecidas com os resultados alcançados.

Fonte: Jornal dos Concursos

Nenhum comentário:

Postar um comentário