sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

TRT do Ceará tem pressa em realizar novo concurso para 2º e 3º graus


Os interessados em ingressar no Tribunal Regional do Trabalho (TRT-CE), da 7ª Região, no Ceará, devem intensificar os estudos, já que o pedido para criação das 51 vagas, sendo cinco de juiz do trabalho, 31 de analista judiciário e 15 de técnico judiciário, já foi analisado e aprovado no Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), no Tribunal Superior do Trabalho (TST) e no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O próximo passo será a transformação da solicitação em texto de projeto de lei, a ser votado pelo Congresso Nacional. A expectativa do tribunal é de publicar o edital da seleção este ano, já que o último concurso está com a validade expirada.


Embora o quantitativo seja de 46 vagas para área de apoio, o tribunal costuma chamar além das vagas iniciais oferecidas durante o prazo de validade da seleção, que pode chegar a quatro anos. Entre os atrativos da seleção está a remuneração do técnico judiciário do tribunal, cargo que exige nível médio, de R$5.365,92. Para os que querem concorrer às vagas de analista, a exigência é de nível superior, com salário inicial de R$8.803,97. Quem tiver bacharelado em Direito e no mínimo três anos de atividade jurídica pode também concorrer às oportunidades de juiz do trabalho, cuja remuneração é de R$23.997,18.

Última seleção - Para o quadro de servidores da área de apoio, o último concurso foi realizado em 2009, pela Fundação Carlos Chagas (FCC). Na ocasião, foram disputadas 94 vagas para analista e 85 para técnico. No nível médio, as oportunidades eram para técnico judiciário - área Administrativa; técnico judiciário - área Administrativa (Transporte); técnico judiciário área de apoio especializado (Enfermagem) e técnico judiciário área apoio especializado (Tecnologia).

Os candidatos a técnico foram avaliados em 20 questões de Língua Portuguesa e 40 de Conhecimentos Específicos, além de exame de prática de direção veicular para os concorrentes da especialidade em transporte. Já os que concorreram para analista realizaram prova objetiva com 20 questões de Língua Portuguesa e 40 de Conhecimentos Específicos. Todas as etapas foram de caráter eliminatório e classificatório.

As avaliações foram realizadas nas cidades de Fortaleza, Juazeiro do Norte, Limoeiro do Norte e Sobral. Para magistrado, o último concurso foi realizado em 2005, com organização da Escola da Administração Fazendária (Esaf) e oferta de 12 vagas.


Fonte: Folha Dirigida

Um comentário: