sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

TRT de Minas Gerais: Edital programado para o 1º semestre de 2015


Os interessados no concurso para técnico e analista judiciários do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT-MG), da 3ª Região, devem intensificar os estudos, uma vez que a empresa organizadora está sendo escolhida, e, segundo a assessoria de comunicação, o edital será divulgado no início de 2015. A expectativa é de que sejam oferecidas oportunidades para os níveis médio, médio/técnico e superior, de acordo com as áreas desejadas.


De acordo com o coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal no Estado de Minas Gerais (Sitraemg), Alan da Costa, o concurso é uma das reivindicações da categoria e visa amenizar a carência, sendo que a função de técnico, com maior rotatividade, poderá oferecer mais oportunidades.

A comissão organizadora, formada pela presidente, desembargadora Emília Facchini; e os membros, Deocleia Amorelli Dias, Mônica Sette Lopes e Camila Almeida Peixoto, trabalha em conjunto na preparação do concurso, que tem como objetivo reforçar o quadro de pessoal do tribunal.

As remunerações são de R$4.635,03 para técnico, de níveis médio e médio/técnico; e de R$7.566,42 a R$9.188,20 para analista, de nível superior, o regime de contratação é o estatutário, que garante a estabilidade. Por isso, o concurso atrai muitos interessados em busca de status e estabilidade.

Última seleção - Sob a responsabilidade da Fundação Carlos Chagas (FCC), o último concurso para técnico e analista judiciários ofereceu remunerações que variavam de R$4.052,96 a R$8.140,07, para carga horária de trabalho de 40 horas semanais. Foram oferecidas 4 vagas efetivas, além da formação de cadastro de reserva. Mesmo com poucas vagas, muito dos aprovados foram chamados, e as nomeações, aconteceram conforme a necessidade.

O exame objetivo foi composto 60 questões, abordando as disciplinas de Língua Portuguesa, Conhecimentos Específicos, Noções de Direito, Conhecimentos Gerais e Redação, de acordo com cada área. Para participar foi exigido diploma de conclusão de curso de graduação de ensino superior em Direito reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), para o cargo de analista, com oportunidades para as especialidades de Execução de Mandados, Jurídica, Administrativa, Contabilidade, Arquitetura, Arquivologia, Enfermagem, Engenharia, Estatística, Fisioterapia, Medicina, Odontologia, Psicologia, Serviço Social, Tecnologia da Informação; já para técnico, áreas Administrativa e de Tecnologia de Informação.

Fonte: Folha Dirigida

3 comentários:

  1. 1 semestre ?? mais uma noticia pra encher linguiça, é logico q vai ser dentro dos primeiros 6 meses de 2015 esse e o prazo. Se falasse que sairia em janeiro ai sim era uma noticia.

    ResponderExcluir
  2. Ninguém sabe nada. Tá pior que o sumiço do avião lá na Malásia kkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Só falam por alto, sempre não tem data certa, que enrola hein!!! Concurso autorizado desde julho e até nada, mas melhor assim que dá para estudar mais.

    ResponderExcluir