terça-feira, 25 de novembro de 2014

TRT de Campinas: Novo concurso é decorrente do baixo número de aprovados na seleção de 2013


O baixo número de aprovados no concurso de 2013 fez com que o Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, com sede em Campinas, iniciasse o planejamento para uma nova seleção para os cargos de técnico e analista judiciário da área de tecnologia da informação. Os cargos da área de informática são os mesmos do concurso anterior, de 2013. Para o cargo de técnico, todos os candidatos já foram nomeados e, mesmo assim, ainda há vagas, de acordo com a área de concursos do TRT. O setor ainda destacou que conta com aprovados para analista, mas que deve convocar todos antes do encerramento da validade.


Atualmente o TRT-15 conta com 61 vagas abertas para técnico judiciário da área de informática, o que significa que o cargo poderá contar com essas vagas no próximo edital. Já para analista as vagas serão para cadastro de reserva, uma vez que o TRT-15 não irá contratar aprovados enquanto não esgotar a lista de reserva de 2013. Além da área de TI a nova seleção contará também com vagas para analista nas áreas de enfermagem e odontologia, com um cargo vago cada.

A previsão é que o edital da nova seleção seja publicado já no início de 2015. A organizadora será a Fundação Carlos Chagas, como já oficializado em publicação no Diário Oficial da União do último dia 7. Para concorrer a técnico da área de informática a exigência é de ensino médio completo, além de curso técnico na área de TI.

Para analista é necessário ensino superior na área de atuação. As remunerações são de R$5.386,99 e R$8.870,15, respectivamente, para uma jornada de 40 horas semanais. O valor inclui os salários de R$4.635,03 e R$8.118,19 e o auxílio alimentação no valor de R$ 751,96. Os servidores ainda recebem vale-transporte, assistência pré-escolar de R$ 594,15, para quem tem filho com até 7 anos, e assistências médica e odontológica.

Além de Campinas, o TRT 15 engloba grande parte do estado de São Paulo. Com exceção de capital e região metropolitana, parte da Baixada Santista e da cidade de Ibiúna, que fazem parte do TRT da 2ª Região, todos os outros municípios do estado fazem parte da 15ª Região.


Fonte: Folha Dirigida

Nenhum comentário:

Postar um comentário