quinta-feira, 21 de agosto de 2014

CLTNEWS | TRT de Minas Gerais: Vagas e áreas saem em setembro


O Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT-MG), da 3° Região, prossegue com os procedimentos necessários à realização de concurso, já aprovado, pela presidente do tribunal, desembargadora Maria Laura Franco Lima de Faria. O quantitativo e as áreas ainda estão sendo definidos pelo tribunal, embora já tenha sido anunciado que as chances serão para técnico e analista judiciários.


De acordo com o coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal no Estado de Minas Gerais (Sitraemg), Alan Costa, em função da maior rotatividade no cargo, a previsão é de que sejam oferecidas mais oportunidades para técnico judiciário, uma vez que a entrada de novos servidores também vai representar melhoria na prestação do serviço.

Os vencimentos variarão de R$7.566,42 a R$9.188,20 para analista judiciário e, de R$4.635,03, para técnico judiciário. Para participar do concurso para técnico e analista serão exigidos os níveis médio e superior na área escolhida.

Segundo a subsecretária do órgão, Isaura Emília Dias de Souza, no próximo mês, ou seja, setembro, serão divulgados o quantitativo de vagas, organizadora e especialidades. Além das instruções dos professores especialistas em concursos, os futuros candidatos podem basear-se pelas provas e programas anteriores para iniciar a preparação.

Última seleção - Em 2009, no último concurso para o tribunal, para técnico e analista judiciários, a responsabilidade foi da Fundação Carlos Chagas (FCC). As remunerações variavam de R$4.052,96 a R$8.140,07, para carga horária de trabalho de 40 horas semanais. Foram oferecidas 4 vagas efetivas mais cadastro de reserva. Apesar das poucas vagas, muito dos aprovados foram chamados e, as nomeações, acontecendo conforme a necessidade.

Para analista foi exigido diploma de conclusão de curso de graduação de ensino superior em Direito reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), com oportunidades para as especialidades de Execução de Mandados, Jurídica, Administrativa, Contabilidade, Arquitetura, Arquivologia, Enfermagem, Engenharia, Estatística, Fisioterapia, Medicina, Odontologia, Psicologia, Serviço Social, Tecnologia da Informação; já para técnico, áreas Administrativa e de Tecnologia de Informação.


Nenhum comentário:

Postar um comentário