quinta-feira, 24 de outubro de 2013

CLTNEWS | Concurso do TRT da Bahia: Mais de 69 mil inscritos. Candidatos questionam nova data da prova





Mais de 69 mil candidatos estão inscritos no concurso para o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região (TRT-BA), segundo a assessoria de imprensa da presidência do órgão. O número é parcial e pode ser alterado. Ainda segundo o órgão, não existe nenhuma previsão de uma nova retificação no cronograma, e as provas continuam previstas para o dia 1º de dezembro, apesar das reclamações de alguns candidatos já que da data coincide como o exame do concurso Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


A boa notícia é que na  última quarta-feira, 23, a Universidade Federal da Bahia (UFBA), que também teria as provas de seu concurso no dia 1º de dezembro, alterou o exame para 8 do mesmo mês. O professor de Informática e analista de TI do TRT-BA, Francisco Ravel Silva, 33 anos, diz que o fato do Tribunal ter alterado a data de suas avaliações para o mesmo dia do IBGE tem causado muita angústia em seus alunos. "A grande maioria estava se organizando para fazer os três concursos ou até dois deles e agora com esse choque de datas, muitos estão perdendo o foco na sua preparação. O resultado disso é: alunos cada dia mais tensos esperando uma definição de um dos órgãos envolvidos e turmas esvaziando nos cursinhos preparatórios", lamenta o educador.

A estudante Carine Macedo, 28 anos, também está inscrita no concurso para o IBGE, e ainda não decidiu o que fazer. "Estou bastante dividida, pois é de um sonho que estamos falando. Achei um absurdo colocarem a prova do TRT-BA na mesma data da avaliação de outras seleções, podiam ter se programado melhor. Parece até que foi de propósito. Acho que muitos irão faltar às provas do TRT. Eu ainda não decidi qual irei escolher", afirma Carine.

O caso da candidata do TRT, Alaide Medeiros, é um pouco mais complicado, pois ela não reside na Bahia. Com a mudança repentina de datas, ela teve que remarcar o voo e a reserva do hotel, pagando um sobrevalor alto. "A alteração das datas da prova objetiva do concurso do TRT acabou prejudicando várias pessoas, sobretudo os que moram fora da Bahia. Creio que o ideal é haver uma regulamentação no sentido de impedir mudanças tão repentinas nas datas das etapas do concurso. Outras pessoas ficaram prejudicadas porque a nova data coincide com outros certames. Nestes casos, o mínimo que o candidato deveria receber era o valor da inscrição paga de volta, ainda que fora do prazo".

Além disso, muitas pessoas estão na cidade de Salvador pela primeira vez e não conhecem bem as localidades. Outra queixa comum é que, aos domingos, o transporte público é mais escasso e a frota de ônibus, por exemplo, diminui bastante. Se o candidato quiser realizar uma prova de um concurso de manhã e de outro à tarde em outro local, a depender do trânsito que, segundo relatos, sempre possui engarrafamentos, o que impossibilitará o concurseiro chegar a tempo nas avaliações.

Lembrando que os cartões de informação, com horários e locais de exame, serão enviados para o e-mail dos candidatos que foi utilizado no ato de inscrição, até o dia 28 de novembro. Aqueles que não receberem o documento até esta data, ou quiserem retificar alguma informação incorreta, devem entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Candidato (SAC) da Fundação Carlos Chagas (FCC), até o dia 29 do mesmo mês, das 10h às 16h (horário de Brasília).

Fonte: Folha Dirigida

16 comentários:

  1. André Pizzi Pinheiro24 de outubro de 2013 07:24

    Sou aqui do interior do Paraná, tive que remarcar as passagens e hotel também, R$ 700,00 a mais nessa brincadeira. Falta de respeito total com os candidatos que se desdobram pra estudar e tem orçamento curto pra viajar e realizar provas. Já passou da hora de termos uma regulamentação sobre essas questões, especialmente na possibilidade de realizarmos provas de outros Estados, na capital do nosso. Concurseiro tem dinheiro curto minha gente, não dá pra passar por uma dessas sem se endividar pelos próximos 6 meses. Vamos repensar...

    ResponderExcluir
  2. André Pizzi Pinheiro . . . . Concordo plenamente com você!

    ResponderExcluir
  3. O fato chato acontece com o TRT-ES e o TRT-CAMPINAS, cuja as datas de realização das provas serão dia 15 de dezembro.! O concurseiro fica o ano inteiro esperando os concursos dos TRTS, e eles sao marcados em datas semelhantes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nem fala, eu pretendia fazer os 2 agora somente vou fazer 1 e foda demais, você se preparar a meses e agora perde uma oportunidade por questões de falta de organização das bancas...

      Excluir
  4. Sou de Minas Gerais, também tive gastos extras com remarcações de passagens aéreas e hospedagens. Tem que haver uma regulamentação para evitar estas situações.

    ResponderExcluir
  5. Sou do interior do Rio Grande do Sul, prefiro nem calcular todo o gasto extra que tive. Com certeza vai me custar a ida para outro TRT. Porém, espero que isto esteja resolvido e que coisas desse tipo não voltem a acontecer. Só podia ter um número enorme de inscritos tendo em vista que as inscrições ficaram abertas “ad eterno” nunca vi coisa igual! Era só encerrar as inscrições e ampliar o prazo para pagamento!

    ResponderExcluir
  6. Alguém sabe quantos inscritos em cada um dos cargos?

    ResponderExcluir
  7. E eu achava que o número de inscritos (mesmo parcial) fosse maior em virtude da dilatação do prazo de inscrição neste certame!

    ResponderExcluir
  8. sou do interior de goiás também acho absurdo fazerem isso, afffff. e agora esse negócio de duas provas de trt no mesmo dia 15 de dezembro, horrívelllll. precisam regulamentar isso, urgenteeeeee. e mais, trt vitória é cespe e trt campinas é fcc. assim não, assim não pode.

    ResponderExcluir
  9. Alguém tem alguma informação em relação a devolução do pagamento de inscrição daqueles que não mais farão a prova?? Além de todo o dinheiro perdido com passagens acho um ABSURDO o tribunal não devolver nem a taxa de inscrição!

    ResponderExcluir
  10. Sou de BH, e não farei mais a prova do TRT/BA tendo em vista que para remarcar minhas passagens gastaria novamente o que já havia gastado, e o custo total da prova seria o dobro do que estava sendo.
    Também quero batalhar pela devolução das inscrições, pelo menos, no meu caso, de Técnico e de Analista.
    O que acham de colocarmos uma pressão para esta devolução ocorrer? Muitas pessoas unidas farão bastante pressão no Tribunal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já mandei email para todos os contatos do TRT e até agora não obtive nenhuma resposta!! Vou tentar ligar pra lá diretamente. Eu acho ótimo todos reclamando.

      Excluir
  11. Aos Brasileiros "Concurseiros":
    O Ideal seria enviarmos reclamações para os cursos preparatórios (que recebem milhões e são bastante interessados no assunto) e deputados federais pedindo uma legislação mais eficiente a respeito... Quem sabe surge um projeto de lei eficiente para acabar com prejuízos futuros? Devido à morosidade brasileira, quem sabe para nossos filhos e netos estes problemas não mais existirão? Houve época em que as provas eram marcadas após o pagamento das inscrições, total descaso com o cidadão brasileiro! Já melhorou, mas os abusos continuam... SÃO MILHÕES DE REAIS ARRECADADOS COM AS INSCRIÇÕES, SEM CONTAR OS CONCURSOS PARA CADASTRO DE RESERVA QUE NO FINAL SÓ ARRECADAM E NÃO CHAMAM NINGUÉM!!!!! SOMOS MILHÕES DE "CONCURSEIROS", VOCÊS JÁ FIZERAM A CONTA PARA VERIFICAR O QUANTO CADA ORGANIZADORA ARRECADA EM APENAS UM CONCURSO? QUANDO FIZEREM SE ASSUSTARÃO!!!!

    ResponderExcluir
  12. Passou da hora de uma lei determinar que TODOS os concursos federais serão realizados em todas as capitais brasileiras....seria uma economia e oportunidade a muitos concurseiros que se dedicam dia e noite.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso mesmo, as bancas levam milhões e não facilitam em nada a condição de acesso dos candidatos.

      Excluir
  13. Sou de BH e também me custou caro remarcar as passagens. Mas o fato de alterarem as datas foi por força maior (greves), dá para entender. Mas mudar data de prova porque vai coincidir com outros concursos, não acho que a administração olharia isso - e eu não concordo. Nós, concurseiros, devemos nos planejar para um concurso e escolher o que for melhor pra nós, e não ficar atirando para todo lado - a coincidência é um problema nosso. Estou ansioso pra saber a concorrência por cargo (vou fazer Técnico-Administrativa e Analista-Arquitetura).

    ResponderExcluir