quarta-feira, 19 de junho de 2013

Finanças aprova criação de oito cargos para o TRT no Mato Grosso do Sul





A Comissão de Finanças e Tributação aprovou, na quarta-feira (12), o Projeto deLei 4222/12 (veja aqui), do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que cria oito cargos de analista judiciário na área de tecnologia da informação (TI) para o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 24ª Região, com jurisdição no Mato Grosso do Sul e sede em Campo Grande.

Conforme o TST, faltam servidores capacitados para dar suporte técnico à implantação do Processo Judicial Eletrônico, software lançado em 2011 pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para a automação do Judiciário. Acórdãos do Tribunal de Contas da União (TCU) também apontaram carências do TRT nos trabalhos ligados à tecnologia da informação.

Uma resolução do CNJ define que um tribunal com número de funcionários que usem recursos de TI entre 501 e 1.500 deve ter, pelo menos, 35 profissionais trabalhando na área. Atualmente, o TRT da 24ª Região possui 691 usuários de recursos de TI e 30 servidores para atender a essa demanda.

O parecer do relator, deputado Lucio Vieira Lima (PMDB-BA), foi pela aprovação da proposta. “O quantitativo de cargos criados e os valores necessários à implementação da medida em 2013 e nos anos subsequentes estão devidamente previstos na Lei Orçamentária para 2013”, disse. Os gastos previstos são de R$ 811,6 mil.

Tramitação

Já aprovado pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, o projeto agora será analisado, em caráter conclusivo, pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário