terça-feira, 14 de maio de 2013

Concurso do TRT de Santa Catarina: Sindicato pede contratações imediatas






A expectativa em torno do novo concurso para servidores do TRT da 12ª região, em Santa Catarina, não vem só daqueles que desejam ingressar na carreira pública. Servidores da área da Justiça do Trabalho também contam com o aumento de recursos humanos para a melhoria do trabalho, visto que a demanda é excessiva e a mão de obra é escassa, conforme salientou o coordenador de Justiça do Trabalho do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário de Santa Catarina (Sintrajusc), Sergio Murilo de Souza.


"Não só nos tribunais em Santa Catarina, mas no país inteiro, nós queremos de fato um plano de carreira que permita a gente vislumbrar uma progressão no percursso da nossa vida profissional. Também estamos lutando por melhores condições de trabalho, porque o ritmo de trabalho nas instituições tem se intensificado muito, e isso acaba implicando numa quantidade de serviço bem pesada, e tanto os funcionários mais velhos como os mais novos têm reclamado bastante disso, desse grau de ritmo do trabalho." 


De acordo com o sindicalista, existem hoje 1.458 servidores na ativa em Santa Catarina e o número de novas varas do Trabalho é crescente. Ele defende que a evolução seja conjunta para que o trabalho seja feito da melhor forma. "Nesta última sexta, dia 10, tivemos a criação de mais duas varas em Chapecó, e para o segundo semestre tem agendado mais três varas, uma em Palhoça, uma em Lajes e outra em Brusque. A criação dessas varas tem uma melhora local, mas ainda em contradição com uma demanda muito grande de serviços, pois criando mais varas é preciso contratar um número maior de servidores. O ideal pra ter um bom serviço público de qualidade, voltado para a população e ter condições de trabalho boas, é o encremento de mais servidores", afirma.

Segundo o coordenador o sindicato não possui uma previsão de quando sairá o concurso, mas salienta a necessidade de contratação imediata devido ao grande número de recentes e futuras aposentadorias. E ainda ressalta: "Eu acredito que em decorrência das aposentadorias serão chamados bem mais servidores do que o número de vagas oferecido no edital."

Aos que ingressarão no novo concurso o coordenador diz que a área trabalhista é de grande importância e relevância social e possui uma categoria organizada, com sindicato e representação atuantes. "É um trabalho que tem sua relevância social, porque a justiça do trabalho ampara minimamnente o direito dos trabalhadores, é um serviço que é gratificante para a relização pessoal e por outro lado possui uma categoria que luta por melhorias permanentes nas condições de serviço. É um setor dinâmico dentro do funcionalismo público."

Seleção - O novo concurso para o TRT ainda não possui um número de vagas definido, mas, de acordo com a assessoria do tribunal, as vagas serão para os níveis médio e superior. A Fundação Carlos Chagas (FCC) será a organizadora e os salários são R$4.635,02 para técnico judiciário (nível médio), e R$7.566,41 para analista (superior).

Fonte: Folha Dirigida

Nenhum comentário:

Postar um comentário