segunda-feira, 29 de abril de 2013

CLTNEWS | TRT da 5ª Região: Organizadora será definida em maio






Segundo a Folha Dirigida, cresce a expectativa dos concurseiros à medida que os preparativos do concurso para o TRT da 5ª Região são concluídos. Com informações da Comissão do certame, a organizadora será definida até dia 9 de maio e estão no páreo a Fundação Carlos Chagas (FCC) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV). A previsão é de que o edital seja divulgado em junho.


A Comissão ainda está realizando o estudo do quadro de pessoal, a fim de definir o número de vagas a serem oferecidas. Dentre os cargos já confirmados estão os de técnico e analista judiciários. O concurso está sendo muito esperado, principalmente pelo modelo de contratação, o estatutário, que garante a estabilidade financeira e empregatícia do servidor.

O concurso para o Tribunal deverá ser composto por prova objetiva, prova prática e análise de títulos (somente para analista). O cargo de técnico judiciário exige somente que o candidato tenha o nível médio. A remuneração oferecida para esta função é de R$4.575,16, sendo R$2.824,17 de salário base e R$1.750,99 de Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ). Já para analista judiciário, que requer nível superior, a remuneração é de R$7.506,55, sendo R$4.633,67 de salário e R$2.872,88 de GAJ. Todos os servidores recebem benefícios como auxílio médico, alimentação e escolar.

Em 2008, o TRT-BA realizou seleção para o provimento de 22 vagas, mais formação de cadastro de reserva, nos cargos de técnico e analista judiciário em várias especialidades. O Cespe/UNB ficou responsável por organizar o certame.

Na ocasião, os candidatos realizaram uma prova objetiva que abordou 50 questões sobre as matérias de Língua Portuguesa, Atualidades e Raciocínio Lógico, e 70 questões de Conhecimentos Específicos, variáveis para cada função.

Os aprovados de nível superior que obtiveram boa pontuação ainda foram submetidos a uma avaliação de títulos. Candidatos inscritos nos cargos de técnico judiciário da área Administrativa e analista judiciário realizaram, também, prova prática de Informática. A validade da seleção foi de dois anos, prorrogável por igual período.

Fonte: Folha Dirigida

Nenhum comentário:

Postar um comentário