quinta-feira, 18 de abril de 2013

Após 'Harlem Shake' em cartório, funcionários são demitidos no TJRS


A 2ª Vara Cível de Novo Hamburgo demitiu nesta terça-feira (16) seis funcionários que fizeram a coreografia da música "Harlem Shake" em um cartório de Novo Hamburgo, na Região do Vale do Sinos, no Rio Grande do Sul. De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça (TJ-RS), eles eram trabalhadores terceirizados e não pertenciam ao quadro de funcionários do Judiciário.

Logo após o contato do G1, o vídeo foi retirado do YouTube e uma reunião interna foi marcada para definir providências. Na gravação, os servidores da 2º Vara Cível dançam sobre pilhas de processos, dentro da sala do cartório judicial.

A diretora do Fórum de Novo Hamburgo, juíza Traudi Beatriz Grabin, disse que o vídeo foi gravado na última sexta-feira (12), depois do expediente. Segundo ela, os funcionários demitidos não eram concursados. A magistrada considerou o episódio lamentável e vergonhoso.

O TJRS publicou nota a respeito veja: NOTA do TJRS (clique aqui).

Fonte: Jornal Jurid/G1/TJRS

4 comentários:

  1. Viva a hipocrisia da Justiça brasileira.

    Em verdade o motivo da demissão foi ter mostrados as pilhas de processos que já deveriam ter sido julgados.

    Realmente, lamentável tamanha morosidade.

    ResponderExcluir
  2. Está certo o judiciário... primeiro que essa "dancinha" palhaça não tem um pingo de graça...e segundo que estão trabalhando num órgão público e não na casa deles.... fora que sequer são concursados... se o fosse, entenderiam mais de suas obrigações e vedações...

    ResponderExcluir
  3. resposta ridícula deles "Os responsáveis por tal falta gravíssima não são servidores do Judiciário mas sim funcionários do Cartório da 2ª Vara Cível escolhidos, contratados e remunerados pela Sra. Escrivã da mesma. Tal serventia - em que atualmente tramitam mais de 12 mil processos - será estatizada no final do mês de maio."... ah vá, e quem colocou eles lá pra trabalhar? Me poupe, judiciário...

    ResponderExcluir