quinta-feira, 7 de março de 2013

Presidente do TST pretende aumentar número de servidores nas varas do trabalho






Um dia depois de tomar posse como presidente do TST, o ministro Carlos Alberto Reis de Paula se reuniu nesta quarta-feira (6), na sede do Tribunal, com o Colégio de Presidentes e Corregedores de Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor) com o objetivo de apresentar as diretrizes de sua gestão. Ao abrir a reunião do colegiado, o ministro disse que uma de suas prioridades é fortalecer a Justiça do Trabalho de primeiro grau.


O ministro afirmou aos presidentes e corregedores que irá buscar formas de aumentar o número de funcionários nas varas trabalhistas de forma a tornar a prestação jurisdicional mais ágil e eficiente. Segundo ele, essa é uma forma de aproximação com a sociedade. "Quando é necessário, o povo se dirige é à vara do trabalho. Quem frequenta os tribunais regionais e o TST são os advogados", frisou.

Justiça social

O presidente disse no Coleprecor que considera que a justiça trabalhista ocupa um espaço menor do que lhe é originalmente reservado dentro da orquestração federativa e republicana do país. Ele propôs aos dirigentes o desafio de trabalhar para resgatar a importância da Justiça do Trabalho na sociedade brasileira. "A partir deste momento vamos ser conhecidos como o Tribunal da Justiça Social. Este é o dístico que iremos usar de agora em diante", afirmou.

Ao final de sua fala, o ministro afirmou que em sua gestão seguirá o planejamento estratégico plurianual do TST, que se encerra em 2013, mas que dará novas diretrizes para sua execução.

Fonte: TST/Pedro Rocha/MB

Um comentário: