segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

CLTNEWS | Concurso do TRT2 previsto para o 1º semeste de 2013




Boa notícia para quem pretende ingressar no quadro de servidores do TRT da  2ª região, com sede na capital paulista. A presidenta do órgão, desembargadora Maria Doralice Novaes, confirmou, em declaração exclusiva à FOLHA DIRIGIDA, no último dia 4, que a autorização para o novo concurso para técnicos e analistas deve ocorrer ainda na segunda quinzena desse mês. Com isto, a intenção é iniciar o concurso ainda no primeiro semestre, segundo ela. "A validade do último concurso encerra agora e já estamos organizando o próximo. Estamos dependendo da autorização do pleno, que deve ocorrer ainda nesta quinzena. Com isso, poderemos iniciar o concurso para técnico e analista", destacou. A declaração ocorreu durante o evento que marcou a abertura do ano judiciário em São Paulo, na sede do Tribunal de Justiça de São Paulo. De acordo com ela, o número de vagas ainda será definido. "Estamos chamando todos os aprovados do concurso anterior e somente após o término das nomeações poderemos ter ideia desse número", disse.

 
Para concorrer a técnico é necessário possuir ensino médio e para analista, nível superior. Os vencimentos são de R$7.261,52 e R$4.703,08, respectivamente, já considerando o vale-alimentação de R$710. A validade do concurso anterior, realizado em 2008, se encerrará no próximo dia 18, exceto para técnico na área administrativa - segurança, cujo prazo foi prorrogado até 5 de maio. No último concurso a oferta foi de 21 vagas, além de formar cadastro reserva de pessoal. Até o momento, já foram nomeados 4.867 aprovados, sendo 2.523 técnicos e 2.344 analistas. "A autorização deve sair agora na segunda quinzena de fevereiro, mas ainda tenho até o final do mês para chamar todos os servidores do concurso anterior", frisou a presidenta.

Na ocasião foram registrados 94.808 inscritos. Destes, 53.519 são para técnico na área administrativa. Para analista judiciário roram 11.430 inscritos na área administrativa e 17.661 na área judiciária. Para o cargo de analista, as duas principais áreas são a administrativa, com exigência de ensino superior em qualquer área de formação, e judiciária, para quem possui  graduação em Direito. Para técnico judiciário, a principal área é a administrativa. Além disso, o órgão também costuma oferecer vagas para cargos especializados, com exigências específicas.

Para técnico na área administrativa, a prova contou com 60 testes, sendo 30 de Conhecimentos Gerais - sendo 20 de Português, cinco de Raciocínio Lógico e cinco de Informática - com peso um, e 30 de Conhecimentos Específicos, com peso dois. 

Fonte: Folha Dirigida

Nenhum comentário:

Postar um comentário