quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Concurso do TRT-RJ: Inscrições seguem abertas



Segue aberto, até as 14h do dia 26 de novembro, o prazo de inscrição do concurso para técnicos e analistas judiciários do Tribunal Regional do Trabalho do Estado do Rio do Janeiro (TRT-RJ). Para efetuá-la, basta acessar o site da Fundação Carlos Chagas (FCC), organizadora, quitando a taxa, no valor de R$58 para técnico e R$79 para analista, via boleto, em qualquer agência bancária, até o dia 12 de dezembro. São oferecidas 43 vagas, sendo 38 (duas para deficientes) para técnico judiciário, cuja escolaridade exigida é o nível médio, com remuneração inicial de R$4.762,96.


Há, ainda, uma vaga para analista judiciário na especialidade área judiciária, que requer graduação em Direito e tem remuneração inicial de R$7.321,39; três para analista judiciário na área judiciária - especialidade Execução de Mandados (graduação em Direito e R$10.195,05); e uma para analista judiciário na área administrativa, cujo requisito é possuir graduação em qualquer área, com iniciais de R$7.321,39. Em todos os valores citados acima já estão incluídos os R$710 de auxílio-alimentação. Na remuneração do analista em Execução de Mandados também já estão inseridos os R$1.344,97 de auxílio-transporte. O concurso terá validade de dois anos, podendo ser prorrogada por igual período.

O presidente da comissão do concurso, desembargador César Marques Carvalho, explicou que apesar da reduzida oferta, o tribunal vai continuar mantendo a tradição dos últimos concursos, em que foram chamados muitos aprovados. A última seleção do TRT-RJ para técnicos e analistas judiciários ocorreu em 2008 e teve sua validade expirada este ano. Em setembro, esgotou o prazo do concurso para o cargo de analista judiciário na especialidade de Execução de Mandados. Em outubro, encerrou o da seleção para as funções de técnico judiciário/área administrativa e analista judiciário das áreas administrativa e judiciária.

De acordo com o presidente da comissão, no total, foram chamados 1.575 aprovados. "Desses, 993 são técnicos e, os outros 582, analistas. Algumas dessas pessoas ainda estão apresentando a documentação necessária para a posse, e foi justamente por este motivo que não pudemos colocar o número exato de vagas no novo edital. Temos que esperar esse pessoal assumir os cargos. Logo, poderão surgir novas vagas a todo momento", disse César, especificando quantos da última seleção foram chamados para cada cargo. "Para analista da área judiciária, a oferta era de dez vagas e chamamos 413 pessoas. Já o analista da área administrativa contava com oito vagas e foram convocados 62. Por fim, para o analista em Execução de Mandados tínhamos 12 vagas e convocamos 107 servidores. Ou seja, chamamos um número bem acima do previsto, isso é uma tradição nossa", garantiu.

Fonte: Folha Dirigida

Nenhum comentário:

Postar um comentário