sexta-feira, 21 de setembro de 2012

TRT do Rio de Janeiro: Tempo, grande aliado!



Com as provas objetivas e de Redação previstas para janeiro de 2013, quem está estudando para o concurso de técnico e analista judiciários do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ), cuja oferta deverá ser de cerca de 200 vagas, ganhou um aliado: tempo. Esse é o momento em que os futuros candidatos devem se empenhar nos estudos, visto que, a princípio, as etapas seguirão a mesma linha da última seleção, ocorrida em 2008.


As disciplinas contempladas na ocasião foram as de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática e Conhecimentos Específicos, mas vale destacar que o presidente da Comissão do concurso, desembargador César Marques, já avisou que não será pedido conhecimentos em BrOffice nesta nova seleção. Na parte de Conhecimentos Específicos, estão inseridas as disciplinas de Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito do Trabalho, Noções de Direito Processual do Trabalho e Noções de Direito Constitucional. 

No que diz respeito à prova de Redação, o presidente também já avisou que será exigido o novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa, que já entrou em vigor. Após as avaliações, os aprovados deverão seguir para a etapa de provas práticas de digitação para quem disputava a função de analista judiciário das áreas judiciária e administrativa, além de técnico judiciário da área administrativa. Na última semana, o desembargador César Marques informou que o edital sairá na segunda quinzena de outubro e que, atualmente, o TRT-RJ  está efetuando os ajustes finais no documento, juntamente com a Fundação Carlos Chagas (FCC), organizadora. Assim que o edital for divulgado, as inscrições serão abertas, prosseguindo até meados de novembro, por um período de cerca de 30 dias.

Já estão confirmadas no concurso as funções de técnico judiciário, cujo requisito é o nível médio; analista administrativo, de nível superior em qualquer área; e analista da área judiciária e analista em execução de mandados, ambas exigindo graduação em Direito. A princípio, serão 200 vagas, sendo 100 para técnico e 100 para analista. A remuneração inicial será de R$4.762,96 para técnico, R$7.321,39 para analista das áreas administrativa e judiciária e R$10.195,05 para analista em execução de mandados. Em todos os valores já estão incluídos os R$710 de auxílio-alimentação. Para analista em execução de mandados, também já está inserido R$1.344,97 de auxílio-transporte.

Os novos servidores serão contratados pelo regime estatutário, garantindo a estabilidade empregatícia dos mesmos. A validade da seleção será de dois anos, podendo dobrar. Ao longo desse período, o o TRT-RJ deverá promover entre 1.500 e 2 mil contratações, segundo o presidente da comissão do concurso.  “Nosso quadro de servidores está envelhecido. Atualmente o volume de aposentadorias é enorme e não para de aumentar, até porque estamos passando por um período de modernização e nosso sistema está ficando mais informatizado. Então, alguns profissionais mais antigos não conseguem acompanhar esse ritmo”, contou o desembargador César Marques.

Um comentário:

  1. Francisco, bom dia!

    A informação de que haverá prova prática de digitação para o cargo de Analista Judiciário - área Judiciária é verídica? Pergunto isso porque já tem bastante tempo que em diversos regionais não existe essa prova prática. Qualquer notícia, solicito, por favor, que me informe.
    Muito obrigada.
    Abraços,

    Mitzi Eduarda.

    ResponderExcluir