terça-feira, 7 de agosto de 2012

Novidades sobre o concurso do TRT do Rio de Janeiro



Novidade para os interessados em participar do concurso para técnico (nível médio) e analista (superior) judiciários do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ): a Fundação Carlos Chagas (FCC) foi escolhida para ser a organizadora da seleção e aplicar as provas. Segundo o presidente da comissão do concurso, desembargador César Marques Carvalho, disseque o cronograma do concurso deve ser fechado até sexta, dia 10, assim como a distribuição das vagas pelos cargos cargos e áreas. O desembargador César Marques informou que o edital deverá trazer cerca de 200 vagas, sendo 100 para técnico judiciário da área administrativa (ensino médio completo) e 100 para analista judiciário das seguintes áreas: administrativa (superior em qualquer área), judiciária e execução de mandados (ambas exigindo graduação em Direito).


De acordo com o desembargador, continua valendo a previsão de que o edital será lançado na última semana deste mês ou no começo de setembro, com o período de um mês para as inscrições. Já as provas estão programadas para novembro. "Vamos fechar o edital o mais depressa possível porque nosso objetivo é iniciar as contratações dos aprovados assim que terminar os prazos de validade do concurso anterior, que vão até setembro (analista das áreas judiciária e execução de mandados) e outubro (técnico e analista da área administrativa)", afirmou. A remuneração inicial será de R$4.762,96 para técnico judiciário, R$7.321,39 para analista das áreas administrativa e judiciária e R$10.195,05 para analista em execução de mandados. Em todos os valores já estão incluídos os R$710 de auxílio-alimentação. No caso do analista em execução de mandados, também já estão inseridos R$1.344,97 de auxílio-transporte.

O presidente da comissão do concurso adiantou que o processo seletivo será igual ao do concurso anterior, ocorrido em 2008, com apenas uma modificação. "A única mudança é que foi excluída do programa a exigência de que as pessoas tenham noção de BrOffice. O restante está tudo igual. Os futuros candidatos podem estudar tranquilamente pelo edital do concurso anterior que todos vão se dar bem na hora da prova. Em Língua Portuguesa, fiquem atentos às novas regras", orientou.

Embora o edital traga oferta de cerca de 200 vagas, estão previstas muitas convocações ao longo da validade do mesmo, que será de dois anos, prorrogável por igual período. A presidente do TRT-RJ, desembargador Maria de Lourdes Sallaberry, já adiantou que deverão ser efetuadas cerca de 600 contratações. De acordo com o desembargador César Marques, além da lei que criou recentemente 12 varas e 209 cargos de técnico e analista, existe um projeto de lei em tramitação que prevê a criação de 590 cargos de analista. Sendo aprovado, essas novas vagas também serão direcionadas para esta próxima seleção.

"Levando em conta esses dois projetos, as prováveis aposentadorias que teremos no TRT-RJ e as vagas que surgirão naturalmente devido a falecimentos, pedidos de exoneração e outras questões, a tendência é de que esse concurso siga a tradição do órgão de realizar muitas convocações ao longo das validades de nossas seleções. A todo momento temos vagas abrindo aqui. É claro que, no que diz respeito à lei que cria 209 cargos, chamaremos primeiro os aprovados dos concursos ainda em vigor, mas creio boa parte sobrará para esta próxima seleção", pontuou.

3 comentários: