terça-feira, 31 de julho de 2012

TRT1 definirá organizadora até esta sexta, dia 3. Vagas para 2º e 3º graus


Embora o Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ) não tenha anunciado a organizadora do seu novo concurso até o último dia 27, como era previsto, em virtude de entraves burocrático, não deverá passar da próxima sexta-feira, 3 de agosto, a definição da instituição que ficará à frente da seleção. Quem garante é do desembargador César Marques Carvalho, presidente da comissão do concurso.

Na última segunda-feira, dia 30, o magistrado reiterou à FOLHA DIRIGIDA que a intenção do TRT-RJ é divulgar o edital e abrir as inscrições em agosto ou, no mais tardar, no início de setembro. O tribunal também deverá em breve definir o número de vagas a serem oferecido inicialmente. A previsão é de que a oferta gire em torno de 200 oportunidades, sendo 100 para técnico judiciário da área administrativa (nível médio - antigo 2º grau) e 100 para analista judiciário das seguintes áreas: administrativa (superior em qualquer área), judiciária e execução de mandados (ambas exigindo graduação em Direito).

Além das vagas iniciais, o TRT-RJ deverá manter a tradição de convocar mais aprovados do que o número de vagas indicado em edital. Em 2004, foram convocados 632 aprovados e a oferta foi de 30 vagas. No concurso de 2008, que a validade termina em outubro, o órgão ofereceu 84 vagas, mas já convocou 1.261 candidatos, sendo 859 para técnico e 442 para analistas.

Para o novo concurso, cerca de 600 convocações devem ser feitas ao longo do prazo de validade da seleção, de acordo com a presidente do tribunal, Maria de Lourdes Sallaberry, em recente entrevista a FOLHA DIRIGIDA.

O salário é outro atrativo para os interessados em participar do concurso. Os rendimentos iniciais (incluso auxílio-alimentação de R$710) são de R$4.762,96 para técnico judiciário; de R$7.321,39 para analista das áreas administrativa e judiciária; e de R$10.195,05 para analista em execução de mandados, cuja remuneração já conta com R$1.344,97 de auxílio-transporte.

O processo seletivo deve ser semelhante ao concurso realizado em 2008. Na ocasião, os candidatos enfrentaram provas objetivas e discursivas, que versaram sobre as disciplinas de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática e Conhecimentos Específicos, além da elaboração de uma redação. Houve também testes práticos de digitação para todos, com exceção do analista em execução de mandados.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Notícia boa! Aguardo ansiosa o edital do TRT-1a região. É meu grande sonho ser aprovada neste concurso!

      Abraços e vamos à luta!

      Excluir