sexta-feira, 13 de julho de 2012

Concurso do TRT da 1ª Região: Edital em setembro


O presidente da comissão de concursos do Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ), César Marques Carvalho, aguarda apenas uma definição de data na agenda da presidente do TRT-RJ, desembargadora Maria de Lourdes Sallaberry, para marcar uma reunião para definir alguns detalhes da seleção para técnico e analista judiciários, cujo edital está previsto para sair em setembro.

Participarão desta reunião, além dos membros da comissão e a presidente do tribunal, a Assessoria Jurídica e o setor do Controle Interno. Durante o encontro, serão discutidos temas como a escolha da organizadora e o quantitativo de vagas a serem oferecidas, a fim de que o concurso seja agilizado. Essas informações foram passadas por César Marques em entrevista recente à FOLHA DIRIGIDA, quando ele também adiantou que as provas objetivas deverão ocorrer em novembro.

Embora o número de vagas ainda não tenha sido divulgado, a presidente do TRT-RJ, Maria de Lourdes Sallaberry, declarou há cerca de dois meses que prevê, pelo menos, 600 contratações ao longo do prazo de validade da seleção, que será de dois anos, prorrogável por igual período.

Já está confirmado que o concurso contemplará os seguintes cargos: técnico judiciário da área administrativa (nível médio), analista judiciário da área administrativa (superior em qualquer área), analista judiciário da área judiciária e analista judiciário da área de execução de mandados (ambos exigindo formação em Direito).

A remuneração inicial prevista é de R$4.762,96 para técnico judiciário, de R$7.321,39 para analista das áreas administrativa e judiciária e de R$10.195,05 para analista em execução de mandados. Em todos os valores, já estão incluídos os R$710 de auxílio-alimentação. Na remuneração do analista em execução de mandados, também já estão inseridos os R$1.344,97 de auxílio-transporte.

Um ponto positivo do tribunal é que ele costuma convocar muitos aprovados durante o prazo de validade de suas seleções. No concurso de 2004, foram oferecidas 30 vagas, mas 632 classificados foram chamados. Já em 2008, foram 84 oportunidades, mas foram realizadas 1.261 convocações até o momento, sendo 859 para técnico e 442 para analistas.

O presidente da comissão do concurso já adiantou, também, que o programa será igual ao da seleção anterior, ocorrida em 2008, com apenas uma modificação. "A única mudança é que foi excluída do programa a exigência de que as pessoas tenham noção de BrOffice. O restante está tudo igual.

Os futuros candidatos podem estudar tranquilamente pelo edital do concurso anterior que todos vão se dar bem na hora da prova. Em Língua Portuguesa, fiquem atentos às novas regras", orientou.

Um comentário: