terça-feira, 26 de junho de 2012

Concurso do TRT da 1ª Região: Organizadora será escolhida em julho


A próxima reunião da Comissão do Concurso para o Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ), que ocorrerá na primeira semana de julho, deve trazer novidades sobre a seleção. A afirmação é do presidente da Comissão, desembargador César Marques Carvalho, que contou, ainda, que o encontro visará a acelerar os preparativos para o concurso, a fim de que a instituição organizadora possa ser escolhida o mais rápido possível.

"Participarão dessa reunião os membros da comissão, a Assessoria Jurídica, o Controle Interno e a presidência do TRT-RJ. Queremos correr com os preparativos desse concurso, pois as validades das últimas seleções expiram já em setembro e outubro desse ano. Acredito que ainda na primeira semana de julho a gente já tenha autorização para preparar o chamamento das empresas interessadas em fazer o concurso", disse.

A presidente do órgão, Maria de Lourdes Sallaberry, declarou recentemente para a FOLHA DIRIGIDA que já teriam duas instituições previstas para organizar a seleção: Cespe/UnB e Fundação Getúlio Vargas (FGV). No entanto, César Marques explicou que, no momento, essa informação ainda não tem como ser confirmada. "Infelizmente ainda não tenho como afirmar nada disso. Tudo vai depender de o que as instituições interessadas em organizar vão oferecer. O problema não é só preço, pois além dessa parte técnica, há também a questão da estrutura. Não adianta eu pegar a mais barata e ela arrumar locais inadequados para colocar centenas de pessoas espremidas fazendo prova. Não é isso que interessa para a gente. Interessa que seja um serviço bom, adequado e, obviamente, eu tenho que prestar contas de quanto estou pagando, então tem que ser um valor razoável."

Segundo o presidente da Comissão, tudo está caminhando para que o edital saia em setembro. Sendo assim, as provas seriam aplicadas em novembro, após um período de um mês, aproximadamente, de inscrições. César diz, ainda, que apesar de o número de vagas ainda não ter sido definido, a expectativa é de que muitos aprovados sejam convocados ao longo da validade da seleção. A própria presidente do TRT-RJ já havia destacado que cerca de 600 contratações deverão ser feitas por meio deste concurso.

O concurso vai contemplar os cargos de técnico judiciário da área administrativa (apenas o nível médio) e analista judiciário das seguintes especialidades: administrativa (superior em qualquer área), judiciária e execução de mandados (ambos exigindo nível superior em Direito). A remuneração inicial, atualmente, é de R$4.762,96 para técnico judiciário e de R$7.321,39 para analista das áreas administrativa e judiciária. Já para execução de mandados, os ganhos são de R$10.195,05. Os valores já incluem R$710 de auxílio-alimentação e, no caso da última função, R$1.344,97 de auxílio-transporte.

Aos futuros candidatos que já estão adiantando os estudos, o presidente deixou um recado. "Podem estudar tranquilamente pelo edital do concurso anterior, pois o programa será o mesmo. A única mudança significativa é que foi excluída a exigência de que as pessoas tenham noção de BrOffice. Em Língua Portuguesa, fiquem atentos às novas regras", aconselhou.

Fonte: Folha Dirigida

Nenhum comentário:

Postar um comentário