quinta-feira, 31 de julho de 2014

CLTNEWS | TRT de Minas Gerais: Preparação deve ser antecipada


Quem está em busca de estabilidade poderá iniciar a preparação para o concurso do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT-MG), da 3ª Região, para os cargos de técnico e analista judiciários, uma vez que a seleção é uma das mais procuradas. Entre os atrativos, destaque para o regime de contratação estatutário, que garante a estabilidade e os vencimentos que podem chegar a R$8.888 mensais. A escolaridade exigida para técnico é o nível médio e, para analista, o superio. Haverá oportunidades para diversas áreas, que estão sendo definidas pelos organizadores.

Os 5 itens mais importantes para quem faz concursos de tribunais


O Coordenador Pedagógico do CERS Cursos Online reúne as cinco principais atitudes a serem tomadas por quem deseja uma vaga em alguns dos certames mais concorridos do país

Técnico e Analista. Quando esses dois cargos surgem juntos e antecedidos pelas palavras “Vagas para”, pode ter certeza que a metáfora com um formigueiro é pouca para representar o número de concurseiros que se alistarão às oportunidades. Quando as chances são abertas por tribunais, então, a concorrência é ainda maior.

Sem depósito de FGTS por dois anos, metalúrgico consegue rescisão indireta do contrato


A 4ª Turma do TST reconheceu a rescisão indireta do contrato de trabalho pedida por um empregado da Metalúrgica Vale do Jatobá Ltda., que deixou de fazer os depósitos de FGTS por mais de dois anos. Na rescisão indireta, prevista no artigo 483 da CLT, o contrato é rescindido por iniciativa justificada do empregado, diante de falta grave cometida pelo empregador, com o pagamento de todas as verbas rescisórias devidas nas dispensas imotivadas.

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Manual de sobrevivência de um concurseiro


O período de preparação para provas de concursos vem com altos e baixos, mas é possível passar por crises e continuar forte na luta.

Como Lidar com Expectativas Pós-Concurso?


Restabelecida justa causa de operário da Vale que apresentou diploma falso


A 8ª Turma do TST reconheceu o direito da Vale S. A. de dispensar por justa causa um empregado mesmo estando afastado do trabalho recebendo auxílio-doença. A improbidade do trabalhador foi apurada em auditoria interna realizada pela empresa, que apurou que ele havia apresentado diploma falso de curso de mecânica de manutenção de máquinas do Senai, pré-requisito fundamental para o ingresso na função de mecânico na empresa.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Fique de OLHO nas Bancas | Direito do Trabalho: Grupo Econômico


Como o Grupo Econômico vem sendo cobrado pelas bancas organizadoras FCC e CESPE nos concursos públicos.

Especialista orienta como evitar 'pane' no dia da prova


Estudar, comer. Estudar, dormir. Acordar para estudar. Tempo escasso para se divertir e até mesmo descansar. Eis a rotina conhecida de todo concurseiro típico que, em meio a livros, cadernos e anotações, ainda convive com a pressão e a angústia pela aprovação. Fatores que só aumentam a cada minuto, conforme se aproxima o dia da prova. Sentimentos naturais, sem dúvida. Mas que, quando não controlados, podem se revelar adversários internos que, no momento crucial, podem atrapalhar o desempenho e colocar em xeque toda a preparação. Fazer a sonhada aprovação escorrer por entre os dedos, ir por água abaixo. Para baixar o nível de estresse no dia da prova, a consultora em concursos públicos Lia Salgado indica a prática de atividade aeróbica durante toda a preparação. "Ela ajuda a controlar os níveis de estresse e também produz neurotransmissores, o que é excelente", justifica. Diminuir o ritmo de estudos na última semana também é recomendação da consultora. "Utilize esse tempo apenas para as revisões finais e memorização de detalhes, como fórmulas e prazos", aconselha.